BIRTHCARE CENTER É UM DORAMA QUE TRATA A MATERNIDADE COM SUA TRANSPARÊNCIA


Lançado em 2020, contabilizando 8 episódios, Birthcare Center contará o drama de Oh Hyun-Jin, a executiva mais jovem da sua empresa, que acaba de se tornar mãe. Após dar à luz a executiva vai para um centro de cuidados pós-parto, A Maternidade.

Sendo a hóspede mais velha do centro de mães e bebês, Hyun aprenderá o verdadeiro significado da maternidade, conhecerá outras mulheres (mães), colocará em questionamento seus preconceitos e ideais sobre ser mãe, e aprenderá com as outras mães a se tornar uma adulta melhor, para si mesma e para seu bebê.


Enquanto isso um mistério se forma pouco a pouco, e descobriremos, juntamente com Hyun, que existem outros tipos de mães, nos mostrando que a maternidade não é só rosas.

NÃO EXISTE UMA FÓRMULA SECRETA PARA SER MÃE, VOCÊ PRECISA ESTAR FELIZ PARA QUE SEU BEBÊ TAMBÉM ESTEJA

O dorama surpreende por seu desenvolvimento e personagens primários e secundários. Com o tempo vamos simpatizando pela história de cada uma daquelas mães. De inicio sofremos em conjunto com Hyun: é seu primeiro filho e apesar da mulher saber como liderar uma equipe de projetos, ela não sabe nada sobre ser mãe.


Chegamos a nos divertir e nos frustrarmos em conjunto com a personagem principal do drama. Vemos como ela sofre com toda a pressão colocada sobre si mesma, acreditando que mães são perfeitas, e conseguem fazer até mesmo o impossível: não é bem assim. Gostei muito da mensagem proposta pelo dorama: mães não são perfeitas, elas precisam estarem felizes para que seus filhos estejam.

Hyun é uma mulher que batalhou muito para ser tornar bem sucedida, sendo ela a executiva mais jovem da empresa em que trabalha, e deixa claro que não está preparada para abrir mão de sua carreira e da sua ascensão profissional. No entanto, ela não consegue tomar uma decisão sobre como conseguirá lidar com a vida profissional e maternal.

De outro ponto de vista vemos como os pais, os maridos, lidam com as esposas em constante pressão para serem as mães perfeitas.


Não acompanharemos só o desenvolvimento do drama de Hyun, veremos também um pouco, da vida e crescimento, de cada mãe que acabou virando amiga de Hyun, principalmente a Jo Eun-Jung.

De inicio iremos desgostar profundamente de Jo Eun-Jung esfregando a maternidade perfeita que prega para cima de todas as outras mães, porém com o tempo vamos entendendo o que está acontecendo. A mulher está tão infeliz com sua vida pessoal que não sabe a quem recorrer pedindo ajuda. E assim como Hyun, a mulher terá que amadurecer e entender o que significa ser mãe.

Acho que Hyun, finalmente, conseguiu entender sua própria mãe. E nós que assistimos entendemos nossas mães.

Vocês já assistiram? Gostaram da dica? Conta aqui!

Postar um comentário

4 Comentários

  1. Oi Karol,
    Esse é o primeiro dorama que realmente me chama a atenção! Não sou mãe, e no momento nem pretendo ser, mas eu amo entretenimento que envolve maternidade real, sem floreios, e gostei do tema proposto por esse dorama. Inclusive, Birthcare Center me lembrou a série mexicana Mãe Só Tem Duas, que está na Netflix.
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também não sou mãe, mas gostei do dorama por conta disso. Porque foi sobre a maternidade real. Tem muitos assuntos bacanas que são tratados, de forma divertida, e sincera. Mãe só tem Duas eu já vi Netflix, só não assisti ainda.

      Excluir
  2. Olá.
    Eu não costumo assistir doramas, mas gostei da temática desse. Gosto quando as obras mostram o lado da maternidade, principalmente o real, sem romantismo ou floreios. E acredito que esse dorama possa trazer muito disso. Mesmo eu não sendo mãe, essa temática me afeta muito e por isso nem sempre dou oportunidades para obras assim, mas com certeza eu assistiria essa.

    www.sonhandoatravesdepalavras.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu gostei muito mana!
      E espero que você também goste mana!

      Excluir