Desde que entrei no mundo corporativo, venho buscando aperfeiçoar todo o conhecimento que tenho adquirido durante os anos que tenho trabalhado na empresa que hoje exerço o cargo de auxiliar do Recebimento de Mercadorias. Ao entrar na área um novo mundo de possibilidades se abriu para mim, e dentro desse mundo de possibilidades uma busca por me desenvolver muito mais também.

Os 6 livros que venho trazer aqui fazem parte dessa busca por desenvolvimento profissional. São livros indicados por gestores, e que eu já pude conferir a leitura. Segue a lista:

O LIVRO DE OURO DA LIDERANÇA

Sinopse: John C. Maxwell, o maior treinador de líderes da atualidade, passou os últimos dez anos pensando em escrever este livro. O livro de ouro da liderança descreve uma jornada que começou em 1964, quando ele tinha 17 anos. Aos 22, Maxwell assumiu seu primeiro cargo como líder. Aos 29, convenceu-se de que tudo começa e termina com a liderança. Juntamente com essa crença, desenvolveu uma paixão: a de estudar e ensinar sobre o assunto.

As lições passadas por Maxwell em O livro de ouro da liderança são fundamentadas em suas experiências pessoais, ao longo se toda a sua vida como líder. Seus conselhos são importantes na escalada embusca da liderança. Cave a sua pepita de ouro e descubra como se tornar um grande líder.


ESTRATÉGIAS DE LIDERANÇA DE CONFÚCIO

Sinopse: Há tempos a sabedoria oriental é fonte de inspiração para o mundo corporativo. Formado em Cambridge, com doutorado no King’s College e especialização em Oxford, o britânico John Adair, especialista em treinamento de liderança e consultor disputado por várias empresas no mundo todo, apresenta, a partir das ideias do pensador e filósofo chinês Confúcio (551 a.C. - 479 a.C.), lições de liderança para homens e mulheres que buscam se tornar melhores líderes para o novo milênio. Para além do interesse histórico ou filosófico, Adair defende que os aforismos reunidos nos famosos Anacletos ou Diálogos de Confúcio oferecem ensinamentos poderosos sobre liderança, comunicação, criatividade, motivação e tomada de decisões, habilidades fundamentais para o sucesso de verdadeiros líderes. Afinal, seja no mundo corporativo, da política ou mesmo nas relações interpessoais, bons líderes têm que aprender não só a administrar, analisar e avaliar, mas também a encorajar, aprimorar e inspirar. 


COMUNICAÇÃO E LIDERANÇA

Sinopse: Comunicação é uma competência cada vez mais valorizada. As reações obtidas por nossas falas determinam o alcance dos objetivos, a realização das metas, as maiores ou menores oportunidades pessoais e profissionais. Mas como alcançar uma comunicação competente? Como conseguir que o interlocutor receba a mensagem que queremos passar? A fonoaudióloga Leny Kyrillos e o jornalista Carlos Alberto Sardenberg mostram os caminhos – e as armadilhas – para chegarmos lá.




COMO FAZER AMIGOS E INFLUENCIAR PESSOAS?

Sinopse: Você pode ir atrás do trabalho que mais deseja - e conseguir!
Você pode transformar o seu trabalho atual em algo cada vez melhor!
Você pode se ver diante de qualquer situação e revertê-la a seu favor.
Os conselhos sólidos, de eficiência comprovada ao longo de décadas, de Dale Carnegie, fizeram com que inúmeras pessoas subissem as escadas em direção ao sucesso, tanto em sua vida profissional quanto pessoal. Um dos livros mais inovadores de todos os tempos, e que permanece completamente atual. “Como fazer amigos e influenciar pessoas” vai ensinar você:
Seis maneiras de fazer com que as pessoas gostem de você.
Doze maneiras de conquistar as pessoas para pensarem como você.
Nove maneiras de mudar as pessoas sem causar ressentimentos.
... e muito mais! Alcance todo seu potencial. Uma leitura obrigatória para o século XXI. Este livro foi apresentado ao público por ocasião de sua primeira edição em 1937. 


COMECE PELO PORQUÊ

Sinopse: Por que algumas pessoas e organizações são mais inovadoras, admiradas e lucrativas do que outras? Por que algumas despertam grande lealdade por parte de clientes e funcionários?
Para Simon Sinek, a resposta está no forte senso de propósito que as inspira a darem o melhor de si para uma causa expressiva – o porquê.
Ao publicar esse livro, o autor iniciou um movimento que tem ajudado milhões de pessoas a encontrar um sentido maior no próprio trabalho e, assim, inspirar colegas e clientes.
Ilustrando suas ideias com as fascinantes histórias de Martin Luther King, ­Steve Jobs e os irmãos Wright, Simon mostra que as pessoas só irão se dedicar de corpo e alma a um movimento, ideia, produto ou serviço se compreenderem o verdadeiro propósito por trás deles.
Nesse livro, você verá como pensam, agem e se comunicam os líderes que exercem a maior influência, e também descobrirá um modelo a partir do qual as pessoas podem ser inspiradas, movimentos podem ser criados e organizações, construídas. E tudo isso começa pelo porquê.
"Comece pelo porquê é um dos livros mais úteis e poderosos que eu li em anos. Simples e elegante, nos mostra como líderes devem liderar." – WILLIAM URY, coautor de Como chegar ao sim

PUBLICADO ANTERIORMENTE COM O TÍTULO POR QUÊ? 


EMPATIA ASSERTIVA

Sinopse: Este livro é um guia para os líderes desnorteados ou exaustos pelo trabalho de gestão e foi escrito tanto para chefes como para “chefes de chefes”. Baseado em anos de experiência da autora e escrito com clareza, incluindo sugestões práticas para os leitores, mostra aos gestores como ter sucesso sem perder o lado humano no ambiente corporativo, encontrando um sentido no trabalho e criando um ambiente onde as pessoas vão poder apreciar o que fazem e os colegas. Kim Scott é ex-executiva do Google e da Apple, onde trabalhou com uma equipe para criar um curso voltado a ensinar como ser um bom chefe, e, nos últimos anos, ficou famosa por sua nova abordagem à eficiência na chefia, que ela chama de empatia assertiva. O conceito da empatia assertiva é simples: para ser um bom chefe, você precisa importar-se pessoalmente com as pessoas ao mesmo tempo que as confronta diretamente. Se confrontá-las sem se importar com elas, cairá na armadilha da agressividade ofensiva. Caso se importe, mas não as confronte, estará demonstrando empatia nociva. Se não se importar com as pessoas nem confrontá-las, será um exemplo de insinceridade manipuladora. Esse modelo simples o ajudará a melhorar seus relacionamentos no trabalho e cumprir suas três principais responsabilidades como chefe: promover um cultura de feedback (elogios e críticas), criar uma equipe coesa e atingir resultados dos quais todos se orgulhem.